Cálculos Urinários em Pets

É importante os tutores saberem que assim como nós, os animais também podem sofrer com os Cálculos Urinários. Esses cálculos são pedras ou cristais que se formam no trato urinário dos pets, como a bexiga, os rins, uretra e ureteres, causando uma obstrução.

Sintomas mais comuns de Cálculos Urinários

Nos Cães

  • Dificuldade ao urinar
  • Urinar pouca quantidade e com mais frequência
  • Urina mais escura
  • Sangue na urina
  • Dor abdominal ou lombar
  • Redução do apetite
  • Falta de interesse por atividades

Nos Felinos

  • Dificuldade ao urinar, ficando mais tempo na caixa de areia.
  • Miar durante a tentativa de urinar, pois pode indicar desconforto e dor
  • Lamber repetidamente a região genital
  • Urinar pouca quantidade e com mais frequência
  • Deixar de usar a caixa de areia
  • Sangue na urina
  • Alteração do comportamento, passa a ficar mais quieto
  • Diminui a quantidade de alimentação ou para de comer

Vídeo: retirada de cálculo urinário da bexiga durante cirurgia de paciente canino.

Imagem: cálculos urinários retirados após a cirurgia.

Principais Causas de Cálculos Urinários

Primeiro vamos entender o que são os cálculos urinários! Como dissemos acima, eles são pedras ou cristais que se formam no trato urinário dos pets, geralmente formados por sais minerais, cálcio, fósforo, magnésio, carbonatos e amônia.

Entre as principais causas nos cães temos a pouca ingestão de água, passar muito tempo sem urinar, obesidade, inflamações no trato urinário, alimentação inadequada ou ainda a predisposição genética, sendo que algumas raças possuem maior facilidade em desenvolver o problema, como o Lhasa Apso, Shih Tzu, Pug, Dálmata, Bulldog Inglês, Dachshund, Yorkshire Terrier, Chihuahua e Bichon Frisé.

Nos felinos, a pouca ingestão de água, desidratação, alimentação inadequada, obesidade, estresse, infecções urinárias que não foram tratadas e também a predisposição genética, por exemplo, o Persa e o Birmanês.

Como podemos evitar?

A dupla água fresca em abundância com alimentação de boa qualidade e bem balanceada é primordial!

Evite:

  • Alimentos hipercalóricos com alto grau de sódio e cálcio
  • Exagerar na quantidade de petiscos, pois a obesidade é um fator perigoso

Mantenha a atenção para prevenção de infecções, fique de olho nas mudanças comportamentais do pet e agende visitas periódicas ao veterinário para exames de rotina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.